A fatura Temer

Alternative Text

5/agosto/2017 - 5:03 pm

Publicado por

Partidos do Centrão deram até segunda para o presidente assinar a destituição de ministros e a nomeação de novos. Da quadri…, quer dizer, do grupo, é claro.

Não deu tempo nem de comemorar direito. Já na sexta, 04/08, membros do chamado “Centrão” – aquele grupo de parlamentares fisiológicos que flutuam para um lado ou para o outro de acordo com o andamento de cargos, dinheiro, malas e mochilas, e que votaram unânimes pela manutenção do esquema atual – já mandaram recados explícitos ao presidente. Eles querem que partidos da base governista (principalmente o PSDB), que não foram fiéis na votação em plenário da última quarta, percam cargos e benesses, e que estes, claro, caiam no colo do Centrão, que inclui PR, PP, PSC, PSD e mais uma dezena de partidos nanicos que não têm nada a oferecer ao povo, a não ser seu escárnio mais explícito.

Já avisaram que a reforma da previdência – em discursos, importantíssima para o país sair da crise – só sai se Temer fizer o remanejamento dos cargos e pagar mais um pouco. É assim mesmo, na cara dura. 

Notícias