A governança descolada

Alternative Text

11/agosto/2017 - 6:05 pm

Publicado por

Edson Nascimento, 48, é jornalista. Nasceu em Belém do Pará, mas mudou-se para São Paulo quase trinta anos atrás. Entre 2000 e 2015 dirigiu o Projeto Pão Nosso, Ong que atendeu mais de duas mil crianças e jovens, oferecendo educação, profissionalização e renda. Em algum momento da vida colocou na cabeça que ia transformar o mundo.

O Ibirapuera na lista de privatizações: o prefeito não quer saber a sua opinião

Descolada, distante, alheia aos eleitores. O Brasil vive um momento delicado em que nossas autoridades políticas afastam-se cada vez mais das vontades e dos desejos da população. Se, no plano federal, quase a totalidade dos cidadãos desaprova o governo Temer, no plano municipal de São Paulo, a situação não é diferente. Doria tenta – sem comprovar a viabilidade econômica para a cidade – empurrar garganta abaixo um plano ousado de privatizações, sem levar em conta a opinião popular.

Depois de dois dias de ocupação da Câmara Municipal por manifestantes que defendem mais diálogo e um plebiscito para constatar o apoio popular ao plano de privatizações, o prefeito João Doria, em total desalinho com a responsabilidade do cargo, disse em entrevista que a ocupação “aumenta o desejo de seguir em frente com a medida”, em mais um claro sinal do lado escolhido pelo gestor: o do empresariado. Veja:

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/ocupacao-da-camara-de-sp-aumenta-o-desejo-de-privatizacoes-diz-doria.ghtml

Notícias